Central de atendimento (51) 3748.7514
Plantão de Vendas (51) 99182.0669

Construtora e Incorporadora de Lajeado. Temos apartamentos ou casas nas melhores regiões. Prestações menores que o seu aluguel. Um imóvel certo para cada tipo de bolso.

Ligamos para Você Atendimento via E-mail

5 DICAS PARA CONSEGUIR UM FINANCIAMENTO E EVITAR O DISTRATO

Desinformação pode levar comprador a desistir do negócio na entrega das chaves

Você encontrou o imóvel dos seus sonhos. Metragem, pé direito, localização, enfim, todos os pontos te levam a crer que não pode perder a oportunidade de adquirir o imóvel, mas você está preparado para uma compra desse porte? Embora seja realmente importante que suas expectativas de compra estejam alinhadas com as características do imóvel, mais importante ainda é se certificar de que os valores da aquisição são compatíveis com sua situação financeira. Imprevistos podem ocorrer e é preciso levar isso em consideração. Um exemplo disso é a crise que o país vem atravessando. Com o aumento na restrição dos empréstimos imobiliários, as ações de distrato sofreram um aumento de 60% entre o primeiro trimestre deste ano e o mesmo período do ano passado.

O que é o distrato imobiliário? Quando se adquire um imóvel na planta, é usual que o comprador pague diretamente à incorporadora uma quantia entre 20% e 30% do valor do imóvel ao longo de todo o período de construção. Concluídas as obras, o restante do valor deverá ser quitado com recursos próprios ou através de um financiamento imobiliário. Embora o banco financiador da obra ofereça diversas vantagens aos compradores, no atual cenário econômico, apresentará a mesma rigidez na liberação de crédito imobiliário que as demais instituições financeiras.

Como evitar o distrato – Para que não haja surpresas no momento de repassar a dívida do imóvel para um banco, é necessário que o comprador se planeje financeiramente e entenda todos os custos que surgirão ao longo do processo de quitação do imóvel. O segredo está em se adequar às exigências dos bancos para liberação de crédito imobiliário. Aqui vão cinco dicas que, se seguidas à risca, aumentam exponencialmente suas chances de conseguir um financiamento imobiliário sem dificuldades:

1-  Renda compatível com a solicitação de crédito imobiliário – Tenha em mente que a parcela do financiamento pode comprometer, no máximo, 30% da sua renda líquida. Ou seja, se nos cálculos da instituição financeira, a parcela referente ao financiamento imobiliário superar 30% da sua renda mensal disponível, você não conseguirá o empréstimo. Vale reforçar que outras dívidas são levadas em consideração no cálculo do comprometimento de renda. Por exemplo, caso você já esteja em processo de quitação de outras dívidas, o banco levará esses débitos em conta e fará o cálculo em cima da renda líquida.

2- Nome limpo – É imprescindível que o solicitante de crédito imobiliário não tenha restrição no CPF. Por isso, além de manter as contas em dia, é importante que monitore periodicamente os órgãos de proteção ao crédito para evitar surpresas.

3 – Comprovação de renda formal – Em tempos de crise econômica, as regras se tornam mais severas para a liberação de crédito. Com isso, as instituições financeiras adotam uma postura mais rígida em relação à comprovação de renda. Profissionais liberais precisam se atentar a esse ponto em especial, já que precisam detalhar com maior profundidade suas fontes de renda. Caso esteja se preparando para solicitar um financiamento imobiliário, mantenha organizados todos os comprovantes referentes à sua renda.

4 – Rating/score favorável – As instituições financeiras do país atribuem uma espécie de nota aos seus clientes baseada no histórico financeiro. Uma boa maneira de manter esse índice alto é não contrair compromissos financeiro, por exemplo, fazer uso do cheque especial e contratar empréstimo pessoal

5 – Manter os pés no chão – A aquisição de um imóvel comumente está atrelada à ideia de realização de um sonho. Mas é necessária uma boa dose de inteligência emocional para não contrair uma dívida expressiva por impulso. Por isso, antes de sair em busca do imóvel dos sonhos, é muito importante analisar sua situação financeira e definir quanto você pode pagar por um imóvel. Ainda que o valor não permita que você compre o imóvel ideal, você terá a tranquilidade de saber que será capaz de quitá-lo sem problemas.

Buscando financiamento imobiliário? A Melhortaxa compara as taxas das maiores instituições financeiras do país e indica a melhor opção de financiamento para seu perfil financeiro, sem cobrar nada por isso. Faça já uma simulação!

Por Equipe Melhortaxa

Palavra do Cliente

VEJA OS DEPOIMENTOS DE ALGUNS DE NOSSOS CLIENTES

Por não ser residente do município, na verdade não conhecia a C2B, mas quando vi um folder sobre o anúncio e liguei, já fui bem atendida. A atendente me retornou a ligação e marcamos uma visita na obra. Eu gostei pelo fato de ser atendida por uma mulher, me senti mais a vontade. Me foi sanada as dúvidas e das condições que a imobiliária apresentava aos clientes, onde então foi apresentada minha proposta, a qual gostei da confiança que a imobiliária depositou em mim. Tudo foi resolvido pelas atendentes. Pra mim foi bem cômodo e após escolher o imóvel, tudo o que foi solicitado de reparos, foi feito dentro do prazo. Estou satisfeita com minha aquisição, principalmente porque tudo que foi prometido, foi cumprido!

Janaína Bresciani – Condomínio Villa Romana

Meu nome é Fernando. Adquiri uma residência pela C2B onde fui muito bem atendido, sempre com muita atenção. Hoje tenho meu lar onde sou muito feliz com minha família. Muito obrigado. Recomendo a todos. Grande abraço

Fernando – Condomínio Villa Romana

Foram mais de 15 anos pagando aluguel, sendo que até já tinha desistido de comprar meu imóvel, pois em todos os locais que eu ia me diziam que eu não conseguiria um financiamento. Até o momento de conhecer a C2B, onde me auxiliaram em todo processo da aquisição do meu apto, o qual representou um grande momento de realização da minha vida, isso porque como sempre digo: hoje tenho meu cantinho.

Ana Gomes – Ed. Minas Gerais 135